sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Muita gente ainda se admira quando posto fotos mais ousadas ou falo claramente sobre o que sinto ou penso; perguntam no inbox o que está acontecendo comigo. Acho que estavam muito acostumados com minha cabeça baixa.
A resposta é simples: eu me aceitei.
Eu passei a vida toda me achando menos que as pessoas ao meu redor: menos bonita, menos inteligente, menos magra, menos capaz. Vocês imaginam como é viver assim? Espero que não. Muitas pessoas que estavam em minha vida nesses anos em nada ajudaram, pelo contrário, aumentaram essa sensação de incapacidade que eu tinha.
Sim, eu adoeci. Sim, eu precisei de medicação e de tempo.
Mas aí como tudo acontece no nosso ritmo próprio e na hora certa as peças se encaixam (com ajuda sim) no início desse ano eu comecei a me ver com outros olhos.
Eu comecei a ver que eu não precisava ter 50kg pra ser bonita, não precisava alisar os cabelos pra estar aceita, não precisava usar só o que a sociedade achava certo pro meu tipo corpo, não precisava me privar de comer o que quisesse. Eu podia sim sair pra onde desse na telha e manter perto só quem me faz bem (porque morria de medo da solidão, e então vivia cercada de gente ruim só pra não estar só). Algumas pessoas foram essenciais nessa mudança e eu nunca vou conseguir agradecer à altura por isso, mas sempre que posso digo: você mudou a minha vida.
Então gente, eu vou sim falar alto, tirar foto de calcinha, andar mais colorida que um arco-íris, usar o cabelo armado, andar sem maquiagem, me envolver com quem eu quiser e beber todas as cervejas que eu sentir vontade porque essa vida aqui é minha, só minha.
Depois que eu aprendi que ninguém pode tirar minha paz e minha alegria sem a minha permissão, digo com sinceridade que o achismo ou cara torta de uns poucos que me cercam não fazem diferença nenhuma nos meus dias.
Todos temos uma vida, o que passa na cabeça do colega que está sentado aí ao seu lado jamais poderá ser entendido com exatidão por você. Julgue menos, aproveite sua vida.

4 comentários:

Fábio Murilo disse...

Texto muito bem escrito, gostei de ter passado por aqui. Beijos!

Neuza Miranda disse...

Muito bom ler essas palavras. Ou somos felizes ou tentamos agradar a todos.
Parabéns por não desistir de encontrar o seu lugar e por não aceitar viver da forma que vivia.
Você merece tudo de lindo nessa vida.

AugustoCrowley disse...

Perfeito! Somos aquilo que a gente se propõe a ser, sem tentar se comparar porque cada pessoa é única e terá certamente seu valor, por isso estamos aqui. Parabéns por ter resgatado sua estima!

Martha Lorena Carneiro disse...

Eu sempre li seu blog e há muito tempo não vinha aqui. Hoje bateu saudade rs. Espero que esteja tudo bem, viu?! Seja feliz, moça! :)