terça-feira, 22 de junho de 2010

"...tenho trabalhado tanto, por isso mesmo talvez ando pensando assim em você. brotam espaços azuis quando penso. no meu pensamento, você nunca me critica por eu ser um pouco tola, meio melodramática. (...) e deito a cabeça no seu colo ou você deita a cabeça no meu, tanto faz, e ficamos tanto tempo assim que a terra treme e vulcões explodem e pestes se alastram e nós nem percebemos, no umbigo do universo. você toca minha mão, eu toco na sua."

11 comentários:

Helcio Maia disse...

Chamo a isso...acolhimento!!!
É a carícia do universo, suave e definitiva!!

O mundo da Reis disse...

Se a reciproca for verdadeira!
ta valendo!

Leca disse...

Obrigada...
pelas gentilezas deixadas
por você lá no meu blog...
Depois de longa ausência...
voltei...
Beijos floridos e belos...
Leca

Marcello disse...

adorei.
bjs

*Mundo Particular* disse...

Aqui é muito fofo.
BjoOOo!!

Tiabetok disse...

selo p vc
^^

Fernanda Deunizio disse...

lindo Lih.

sempre o caio né ?


por aqui, F.

Sil.. disse...

Ahhh Caio...

Tudo lindo aqui Lih!

Um abraço grande!

Grafite disse...

"...brotam espaços azuis quando penso. no meu pensamento, você nunca me critica por eu ser um pouco tola, meio melodramática.

lindo lindo...

beiijo,
*.*

Júlia disse...

AMEI a foto e o texto.
Beijos

disse...

A gente só sabe o que é amor de verdade quando ele faz a gente esquecer de tudo, do mundo e até das nossas tolices.

Acho que você encontrou o seu. :)Que você continue esquecendo do mundo por muito tempo.

Beijos!