sábado, 22 de maio de 2010

"...foi um beijo onde não importava a boca
tuas mãos quentes me apertando pelas costas
nada estava acontecendo na minha frente
e a ansiedade que havia não era pouca
teus dedos perguntavam pra minha blusa
se meu corpo acolheria um delinqüente
descoladas as línguas um instante
minha resposta saiu um tanto rouca..."

3 comentários:

Grafite disse...

belas palavras!

beiijo

Ni ... disse...

Ai ai.. sempre gosto demais de estar por aqui...

Beijo e mais beijos

Priscila Rôde disse...

Martha diz tudo! ^^