sábado, 22 de maio de 2010

"(...) Apoiada na vassoura, fui primeiro uma bruxa fatigada de seus próprios feitiços ineficientes e, um momento depois, ainda menos. Apenas uma mulher severa, marcada, sozinha, tentando inultilmente dar ordens numa casa cheia de loucos.
Quis ir embora, viver minha própria vida, por mais mediana ou mesquinha que pudesse vir a ser,sem cor (...) eu não esperava nada além de uma vida limpa como as águas do rio lá fora."

2 comentários:

Leca disse...

Oi Lih...
às vezes me sinto assim...
numa casa de loucos...
beijos
gentis
Leca

Sil.. disse...

Que lindooooooooooooo isso Lih!