terça-feira, 18 de março de 2014

"E as estradas acompanham os meus passos. Não há absolutamente nada garantido: se chuva, sol, tristeza ou riso. Talvez um pouco mais do mesmo, talvez um monte do que desconheço. Às vezes um frio na barriga, a respiração curta, o coração apressado. E eu tentando colocar na nesga de medo, um pensamento azul de tranquilidade e delicadeza. 


Meus passos desenham estradas. Não há absolutamente nada previsto: se serra, mar, amor ou descompromisso. Sei que já conheço a tua boca, ainda guardo a força do teu abraço, ecoa em mim as gargalhadas das madrugadas e nossos corpos abraçados e nus, descansando da exaustão de tudo isso. 

E a minha vida segue compondo paisagens. E não há absolutamente nada comedido: todas as sensações em estado bruto, transbordam pelos olhos em estado líquido.

(Então a gente se encontra ali, daqui a pouco.
Com hora marcada, surpresa agendada, imprevistos no bolso)."

- Marla de Queiroz

5 comentários:

Mariana Penna disse...

Adorei esse texto!!

Um beijo!!

Naia Mello disse...

as lembranças às vezes chegam com força e nos fazem lembrar do quanto alguém passou e nos fez feliz.

Vanessa Mura disse...

Inspirador!
http://www.peleintima.blogspot.com.br/

Malu Silva disse...

Os melhores improvisos e surpresas são aqueles que prevemos...
Abraços

Luz13 disse...

Gostei do blog! Veja as previsões de Aline, da Cidade das Pirâmides, para o ano de 2014. https://www.youtube.com/watch?v=6v_iFO6_dyc Abraços