terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Limpo.

Quando o cansaço mental é tão grande que a estafa e o peso do corpo tornam-se mero detalhe.
Os últimos dias tem sido decisivos em tantos aspectos que mal consigo ordená-los, mal consigo digeri-los, a vida segue e eu vou no seu embalo aos trancos.
Cheguei a um ponto que realmente não quero por perto quem me tem só por utilidade, que não me quer em sua vida por algum significado que eu possa ter.
Me despedi de “amigos”, muitos, uma quantidade que me envergonha. Os mantive perto por medo da solidão. Há tanto eu havia notado que minha pessoa só era bem vinda quando convinha ou quando em  um favorzinho eu podia ajudar.
Eu já não tenho medo de estar só, aprendi a agradecer todos os dias os poucos que resolvi manter, os de verdade, e aprendi principalmente a apreciar a minha própria companhia.

Tenho aprendido tanto sobre mim...e tanto ainda tenho pra aprender sobre tudo.

6 comentários:

Daniel Prestes disse...

Nossa, de novo e novamente, eu venho aqui e a postagem faz um sentido absurdamente abusivo (como os meus advérbios de modo - dizem que é coisa de gay, mas nem tenho certeza se é verdade e eu mesmo não posso ser prova comprobatória disso, mesmo sendo gay. =P) Enfim, também tenho passado por essa de silenciar para pessoas que: só pensam na gente quando precisam, seja por carência ou favor. Os dias tem estado tão mais vazios e ao mesmo tempo tão mais cheios de mim. No começo é sempre tudo tão estranho, mas depois... depois tudo vai fazendo um sentido totalizante. Acho que tem sido assim com você. Fica bem. ;)

Vitor Costa disse...

Interessei-me pelo seu blog, me identifico significativamente com algumas colocações suas...vou segui-lo, se me permite.

E se me permite também, gostaria de convidá-la a dar uma visita ao meu blog:

http://leigopoeta.blogspot.com.br/

Beijos

Malu Silva disse...

Lih,


Hoje vim lhe convidar para conhecer e se desejar acompanhar o novo espaço onde estou postando com mais amigos.
Espero que goste. Aguardo sua visita que só acrescentará ao blog.
As páginas são de excelente qualidade e bom gosto...

http://refugio-origens.blogspot.com

Marcelo V. Izquierdo disse...

Interessante blog... hm.

Vou continuar observando.

Marcelo V. Izquierdo disse...

Só também é bom

Dináh Lobato disse...

Eu me interessei muito pelo seu blog, moça.

Achei que você tem um sofrer tão poético, tão... Interessante que chega a ser viciante, chega a afetar... mas a escrita é uma das artes mais próprias para deixar que o sofrimento se torne uma maneira de explorar as partes mais sensíveis que a cabeça e a alma podem exprimir.

Palmas...

Lerei tudo o que puder do seu blog e continuarei lhe seguindo.