sábado, 20 de abril de 2013

Alice A.

Tenho tentado ver o lado bom das coisas, um sentido pro que vivo ou não posso viver por algum motivo. O problema de tanta esperança e positividade é que uma hora o castelinho desmorona, a decepção vem, o choro baixinho é inevitável...
Não poder realizar coisas que quero me frustra demais.
Não poder ser eu mesma em vários momentos me mata um pouquinho.
Hoje estou cansada! Cansada da rotina, cansada dos nãos, cansada de pintar de colorido o que está em preto e branco.

10 comentários:

Kim Aniston disse...

Nossa! perefeito! me vi em suas palavras...hj.me descreveu...estou me sentindo assim cansada de td...este seu texto me fez até chorar.
Beijos!

Brenda Kayene :) disse...

Mais uma pro clube: cansada!!!

Toda vez aquela empolgação, mil expectativas e sempre termina tudo igual.

beijos.

Malu Silva disse...

São fases da VIDA que nos faz sentir as mais variadas e descontroladas sensações. Adorei o espaço e estou seguindo.
Grande abraço!!!

http://tudoepossivel-infinitoparticular.blogspot.com

Malu Silva disse...

Oi, Lih!
Acabei de publicar dois textos seus em - http://semolharescriticos.blogspot.com

Espero que goste!
Um grande abraço.
Se não quiser que fique por lá teu trabalho avise que a gente tira...

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Lih. Vi um texto seu no blog http://semolharescriticos.blogspot.com.br/ da Malu e do Profex.
Deixei o meu comentário lá. Se tiver paciência em ler... Rs! É um pouquinho extenso.
Passarei a seguir o teu espaço que é muito bom!
Parabéns por ter uma alma tão sensível, que por nada pode se deixar aprisionar ou se prostrar!
Liberdade, sempre!
Beijos na alma e fique com Deus!

AugustoCrowley disse...

O vazio que precede ao novo preenchimento.Aguarde e confie!

Cícero Ribas disse...

Oie! Gostei do texto. Um desabafo da persistente que questiona o certo talvez démodé, por estar exausta abdica a luta, pois não aquenta tanto sofrimento. Se puder de uma espiadinha neste link espero anima-la :P.

http://diarioemmeusolhos.blogspot.com.br/2012/12/para-conuistar-felididade.html

Cícero Ribas disse...

Oie! Gostei do texto. Um desabafo da persistente que questiona o certo talvez démodé, por estar exausta abdica a luta, pois não aquenta tanto sofrimento. Se puder de uma espiadinha neste link espero anima-la :P.

http://diarioemmeusolhos.blogspot.com.br/2012/12/para-conuistar-felididade.html

*** Cris *** disse...

Olá,td bem?
Olha, me vi nas suas palavras...vivo bem assim, às vezes...
Bjs!!!

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Lih. Voltando e relendo sua poesia.
Espero te ver em breve com outras obras tão belas quanto esta.
Beijos na alma e fique na paz!