quarta-feira, 11 de maio de 2011

"Intelectuais se aprumam, pigarreiam e começam a responder dizendo “Veja bem…” e daí em diante é um blablablá teórico que tenta explicar o inexplicável. Poesia serve exatamente para a mesma coisa que serve uma vaca no meio da calçada de uma agitada metrópole. Para alterar o curso do seu andar, para interromper um hábito, para evitar repetições, para provocar um estranhamento, para alegrar o seu dia, para fazê-lo pensar, para resgatá-lo do inferno que é viver todo santo dia sem nenhum assombro, sem nenhum encantamento."

5 comentários:

Luana Conti disse...

Hahaha. Adoro isso. Adoro passar aqui
abraço...e continue nos lembrando das coisas que não deveríamos nem ter tido a audácia de esquecer.

momo disse...

adorei seu blog, to te seguindo
dá 1 passadinha no meu,bjus

http://danyekuka.blogspot.com/

Bruniele Souza disse...

UAU!
concordo contigo!
Não se pode explicar a vida, não se pode explicar as pessoas...vivemos e morremos sem encontrar a VERDADE absoluta e infalível...É melhor fazer poesia e tentar criar um mundo só nosso mais fácil de explicar e menos chato!

Por que você faz poema? disse...

Poesia é o que me faz caminhar,
mesmo sem saber para onde.

Aline Castro disse...

curti mt seu texo.parabéns pelo blog.