sexta-feira, 31 de julho de 2009

"Essa vida viu, Zé. Pode ser boa que é uma coisa. Já chorei muito, já doeu muito esse coração. Mas agora tô, ó, tá vendo? De pedra. Uma tora. Um macho. (...) Sabe Zé, no começo doeu não sentir nada. Mas eu consegui. Eu não sinto nada. Nada. Nem pena do mundo eu consigo mais sentir. Minha pureza era linda, Zé, mas ninguém entendia ela, ninguém acolhia ela. Todo mundo só abusava dela. Agora ninguém mais abusa da minha alma pelo simples fato de que eu não tenho mais alma nenhuma. Já era, Zé. É isso que chamam de ser esperto? Nossa, então eu sou uma ninja. Bate aqui no meu peito, Zé!? Sentiu o barulho de granito?"

2 comentários:

islla disse...

Adooorei ^^ aqi dentro nao eh mt diferente,esta tudo oco!

francy disse...

Mas garanto que com tudo isso ela sofre muito.Porque é ruim ter mágoas dentro do peito,sei que tbm é ruim ser magoado,maltratado,mas um dia agnt encontra uma pessoa pra nos amar de verdade basta ter paciência.