sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Do que foi, do que é, sempre será.

Por meio das palavras viemos a nos conhecer, e por mais que gestos, olhares e sorrisos sejam muito, não achei outra maneira de dizer umas coisas pra ti; coisas que eu gostaria de ter dito pessoalmente, sabe? Mas eu tenho um lado torto, um jeito meio tímido quando me sinto muito vulnerável, um bichinho do mato.
Ter ido aí, ter atravessado o país pra ganhar aquele sorriso tímido e aquele abraço apertado lá no aeroporto fizeram toda a viagem já ter valido, e ter tido o prazer de passar dias tão bonitos que me emocionam contigo não tem preço e nem há dicionário com palavra que defina.
Tu é bem mais do que eu achava, moço dos olhos coloridos. Tu é lindeza em forma de pessoa.
Doce, safado, manhoso, mandão, carinhoso, parceiro, amante indescritível, amigo fiel, irmão babão, filho querido...melhor cantor e dançarino de rua, sem contar que tem belas parcerias, aquela lua...
Em momento algum me senti estranha ao teu lado, ao contrário, senti que já tinha te visto muitas vezes, teu sorriso me pareceu uma gostosa volta pra casa, eu me senti realmente em casa.
Queria ter tido um pouco mais de tempo pra te mostrar mais de mim, falar da vida, dos erros e acertos, das experiências, pra dar mais umas gargalhadas com meus tropeços bobos, pra rir sozinha ao ser acordada por ti roncando enquanto dormia gostosamente, pra te ver  “acodá” e te dar um cheirinho.
Mais tempo pra cobrar cuidados com teu braço, ou pra ganhar abraço apertado da tua mãe e ser surpreendida por teu pai pesquisando um pouco do que eu vivo aqui. Mais umas horas de respirações ofegantes, de olho no olho (...) de beijo macio e cafuné.
Tu me apresentou lindos lugares, lindas pessoas...como não te admirar, te gostar?
És cercado de pessoas que tive vontade de trazer comigo não só no coração, onde já estão guardadinhos, e tanto carinho e admiração que eles tem por ti só mostram que eu estava certa.
Tu é mesmo um sonho.
Ah, não te culpes tanto se o tempo passa voando, se alguns planos são adiados, se algumas metas acabam por se arrastar, a hora de tudo se ajeitar sempre chega, tenha paciência e siga...o caminho é o certo, as sementes estão plantadas.
Te cuida, lindeza...te quero muito bem, e se a barra pesar... me chama que te ajudo a carregar.

5 comentários:

Karine Tavares disse...

Oi!Gostaria de convidá-lo a conhecer meu novo endereço:

www.feitaparailetrados.blogspot.com

Ainda estou arrumando a casa, mas já pode se abrigar por lá!
Tô te esperando...

Déborah Arruda. disse...

Veio um sopro de vento frio no coração e a lágrima quis pairar no rosto porque a identificação foi tremenda. Que bonito isso, moça.

M D Roque disse...

Olá, eu sou a D e adoro literatura, poesia e textos bem escritos. Também sou fanática por fotografia .
Muito bem escrito , o que aqui li.
Gostei bastante e fiz-me seguidora
Xi-<3 D
http://acontarvindodeceu.blogspot.pt

Maria Clara disse...

Fiquei arrepiada com seu texto, muito lindo! Voltarei sempre aqui

Bjs
http://transformesecomlinhastortas.blogspot.com.br/

Maria Clara disse...

Fiquei arrepiada com seu texto, que coisa linda. Parabéns!
Tenha certeza que voltarei mais vezes aqui

Bjs
http://transformesecomlinhastortas.blogspot.com.br/