sábado, 21 de setembro de 2013

Sobre sentir-se em casa...

Experiências incríveis são feitas de coragem, sorte e pessoas especiais. Eu tive o surto de coragem de ir e a incrível e gratificante sorte de encontrar pessoas encantadoras.
Gente bonita por fora mas principalmente por dentro. Gente que fez com que eu me sentisse em casa, uma antiga conhecida que veio de visita.
A todos eles venho agradecer aqui, já que pessoalmente não tive a oportunidade ou desenvoltura necessária para expressar o quão grata estou e como cada um foi peça fundamental nessa experiência inesquecível.
Do calor da semana que passou no Sul, eu trouxe pro calor do Pará um pouco daRaquel e suas cores, sua alegria, seu jeito de mulher com olhar de criança levada que ganhou o doce preferido. Trouxe do Jairo o carinho da recepção e atenção dispensada a mim mesmo com a correria; ao conhecê-lo entendi perfeitamente a grande admiração que o Rafael tem por ele, o seu amigo, seu irmão, seu dindo.
Raul e Ani são uns queridos que infelizmente não pude conhecer mais, mas daqui desejo que os largos sorrisos permaneçam nos rostos deles.
Adriano e Jéssica, só tenho a agradecer pela conversa, pelas risadas (Jéssica, tu é uma figura cativante! Torço que continues saltando alto em busca do que quer e que não se deixe levar por quem tenta ofuscar teu brilho, tu é mais).
Dona Sônia e seu Luiz Alberto são uma dupla querida que muito me fizeram lembrar de um outro casal que tem meu amor e gratidão eterna. Eles foram a dupla de peso que me deram casa, comida, carinho sem tamanho e uma saudade já existente. Agradecerei sempre por terem me deixado entrar na casa e na vida deles, por terem feito desse sonho bem real.
E, Rafael ...agradecê-lo certamente já está repetitivo, mas é necessário pra que ele tenha certeza do quanto os dias que passaram foram especiais. Eternamente grata pelos passeios, carinho, por pausar um poucos os projetos pra me mostrar como o lado de lá é lindo, pela paciência e milhares de músicas cantadas e danças feitas pelas ruas que corremos. Ele foi o responsável pela melhor viagem que fiz. O moço dos olhos coloridos é um amor, um querido, um sonho.

"...olhos abertos
o longe é perto
o que vale é o sonho..."

1 comentários:

Malu Silva disse...

Amei a forma como descreveu este teu momento. Momentos assim nos serve de aprendizado...
Um grande abraço!!!