sexta-feira, 11 de maio de 2012

"Como é engraçado! Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço. Uma fita dando voltas? Se enrosca, mas não se embola. Vira, revira, circula e pronto: está dado o laço. É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço. É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer lugar onde o faço.E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço. Ah! Então, é assim o amor, a amizade. Tudo que é sentimento? Como um pedaço de fita? Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço. Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade. E quando alguém briga, então se diz - romperam-se os laços. E saem as duas partes, igual aos pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço. Então o amor é isso… Não prende, não escraviza, não aperta, não sufoca. Porque, quando vira nó, já deixou de ser um laço."

8 comentários:

JasonJr. disse...

:)

Luzia Trindade disse...

Ótimo texto!

Lívia Almeida disse...

Laços da vida que nos envolvem e nos preenchem de momentos bons pra lembrar depois...

Sou fã dos seus textos!

Dá uma conferida na minha nova postagem! ;D

brilho de uma lembrança eterna disse...

Amei teu cantinho estou seguindo e acompanhando. Vou passar a noite lendo *o*
Bom fds.

http://mylostworldjm.blogspot.com.br/

Sahara Higino disse...

O nó nem sempre é desagrado.
Mas, quando aperta demais,
machuca os sorrisos largos.


Fico a seguir.
Um abraço!

Brenda Kayene disse...

Que mara.. adorei!

Marlice Bernardo disse...

Este texto e incrível mesmo,também o postei no meu blog a uns tempos atras.
Parabéns pela postagem.
Bjos
http://melbernardo.blogspot.com

Paulo Boechat disse...

que desfecho magnífico...

"Então o amor é isso… Não prende, não escraviza, não aperta, não sufoca. Porque, quando vira nó, já deixou de ser um laço."

bjos
Paulo