quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

"Tenho sentido uma enorme e discretíssima felicidade apenas por acordar cedo (acordar já é vitória; cedo, vitória dupla), fazer café, fumar um cigarro, abrir janelas, arrumar a cama. Depois, tomar um mate e ler o jornal, então, é o paraíso. Paraíso por dentro, descontadas as notícias cada vez mais e mais medonhas. Mas sempre, uma consciência da ilusão dessa loucura externa. Quando a gente “enlouquece” o problema é a leitura simbólica que se passa a fazer de absolutamente tudo. Um fósforo que não acende pode assumir a importância do fogo de Prometeu. Literalmente. Não que tudo não seja mesmo assim, só que a gente também não suporta ficar tão mítico-antropofísico-arquetípico assim. É mais simples, é mais embaixo — é tudo ilusão."

4 comentários:

JasonJr. disse...

Eu acompanho seu blog a pouco tempo, mas você anda escrevendo bem diferente parecer ser uma ótima mudança! :D
Nem precisa aprovar o coments se quiser... só falei o qu'eu achei. :P

digaaele disse...

Caio é perfeito... concordo com ele e ri mto qdo li o fato de acordar cedo... realmente acordar é uma vitória.. e acordar cedo então rsrs

Carolina disse...

ótimo texto.
belo blog.

da uma passada no meu, se quiser
http://www.wordsinflames.blogspot.com/

um beijo.

Bah disse...

Adorei o blog..

estou seguindoo..

BjooO