sábado, 19 de fevereiro de 2011

Liliane Prata

''Dia desses, eu estava sentada no sofá de casa, lendo, quieta, desprevenida, quando percebi que ela foi chegando, se aproximando devagarzinho, até que se acomodou, me abraçou e ficou. Não sei se você tem isso, talvez todos nós tenhamos, uns mais, uns menos – essa companhia inesperada de uma tristeza que vem sem avisar, sem querer saber dos planos para aquele dia."

2 comentários:

Senhor da Vida disse...

Realmente,você não reconhece o motivo de se sentir assim, mas a alma pode esta conectada com algo do nosso passado ou futuro que de certa forma não é legal.
O negócio e tentar reconhecer o porque de se sentir nesse estado ou fazer algo pra minimizar até mesmo anular.O chamado tédo.bjs!

Tiabetok disse...

Ah, parabens pela defesa. Fico feliz por você. Tenho um pequeno pacote para você de brinde por seguir o outro blog. como faço para te encontrar?
abraços