sábado, 8 de janeiro de 2011

A depender de mim

A depender de mim
Os psicanalistas estão fritos
Eu mesmo é que resolvo os meus conflitos
Com aspirina amor ou com cachaça
Os gritos todos virarão fumaça
A dor é coisa que dói e que passa
Curar feridas só o tempo há de
Toda regra para o bem da humanidade
É certo necessita de exceção

A depender de mim
Os publicitários viram bolhas
Eu sei como fazer minhas escolhas
E assumir os erros que lá vem
Se a alma finca pé os medos somem
Menino nunca deixe que te domem
Mau pai dizia o verdadeiro homem
Sabe o que quer ainda que não queira
Besteira é não seguir o coração

A depender de mim
Os padres e pastores serão tristes
Eu penso mesmo que deus não existe
E ainda assim quem sabe eu creia em deus
Se deus é o outro nome da verdade
Deste momento até a eternidade
Eu levo entre mentiras e trapaças
Besta felicidade frágil farsa
do que preciso riso preces e paixão.

6 comentários:

Letícia Arruda disse...

Oiii !!!
Tava andando pela internet e me deparei com o seu blog !!!
Gostei muitooo dele !!!
Te adicionei, adiciona meu blog tb
http://lettymorenaa.blogspot.com/

Abração e boa tarde pra vc : )

Morena disse...

Simplesmente amei o blog.

Estou seguindo.

Beijos!

http://chiclettesandcigarrettes.blogspot.com/

Carol R. disse...

meme para você no meu blog, tah :)

Felicidade disse...

Muitooo booom!
Beijos

gustavo maximo disse...

Impecável letra como (praticamente) todas que ele faz !

JasonJr. disse...

Fodasticoo!!! Ops! Falei palavrão! Ahhh já tá todo mundo acostumado mesmo! :D rs