sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Um bom poema é como uma cerveja gelada
quando você esta a fim,
um bom poema é como um misto
quente quando você está
faminto,
um bom poema é uma arma quando
a multidão te cerca,
um bom poema é algo que
te permite atravessar as ruas da
morte,
um bom poema pode fazer a morte derreter como
manteiga quente,
um bom poema pode emoldurar a agonia e
pendurá-la na parede,
um bom poema permite teus pés tocarem
a China,
um bom poema pode fazer uma mente despedaçada
voar,
um bom poema te permite cumprimentar
Mozart,
um bom poema te permite jogar dados
com o diabo
e ganhar,
um bom poema pode fazer quase qualquer coisa,
e o mais importante,
um bom poema sabe quando
terminar.

6 comentários:

*Mundo Particular* disse...

É verdade nada como uma bela poesia
pra tornar a vida mais bonita. BJOO!

writer. disse...

poemas mudam tudo, principalmente nossa alma.

Lucas Tiago R. de Freitas disse...

Muito massa!

Danny Baioco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Lenjob disse...

O Castelo do Poeta é um portal único, que veicula com devidas autorizações a arte, a moda, a fotografia e esportes alternativos em videos, textos, entrevistas, exposições e etc. Peço por gentileza que visite-o e que aprecie a arte de cada profissional em sua area e se gostar indique. O endereço é http://castelodopoeta.blogspot.com. Abaixo um poema meu. Espero que goste.

João Lenjob

Antes de Sua Alegria
João Lenjob

Eu sempre procurei o bem
Em todas as ocasiões
Você me fez de loucura e torpor
Você que nem sempre foi bem
Mas sempre me foi um amor
Agora não volto pra casa
Antes de sua alegria
Triste é que não a deixarei ficar
Mesmo não sendo dono da razão
E nem inventor de ilusões
Não peco, senão por rotina
Faço votos querida menina
Atravesso o mundo por seu coração.

Se você só me fosse bem
Talvez eu fosse melhor
E não deixaria mais sentir dor
Agora que volto pra casa
De onde sou, não existe prazo
A alegria não precisa de momento
Só precisa de você com ela
E assim prometo que também estarei.

Ivo Sousa Cardoso disse...

Esse poema, essa composição do Bukowski é a mais profunda que já li dele até agora. Excelente. salvou minha alma mais um pouco.