sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Um bom poema é como uma cerveja gelada
quando você esta a fim,
um bom poema é como um misto
quente quando você está
faminto,
um bom poema é uma arma quando
a multidão te cerca,
um bom poema é algo que
te permite atravessar as ruas da
morte,
um bom poema pode fazer a morte derreter como
manteiga quente,
um bom poema pode emoldurar a agonia e
pendurá-la na parede,
um bom poema permite teus pés tocarem
a China,
um bom poema pode fazer uma mente despedaçada
voar,
um bom poema te permite cumprimentar
Mozart,
um bom poema te permite jogar dados
com o diabo
e ganhar,
um bom poema pode fazer quase qualquer coisa,
e o mais importante,
um bom poema sabe quando
terminar.

6 comentários:

*Mundo Particular* disse...

É verdade nada como uma bela poesia
pra tornar a vida mais bonita. BJOO!

writer. disse...

poemas mudam tudo, principalmente nossa alma.

Anônimo disse...

Muito massa!

Danny Baioco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Lenjob disse...

O Castelo do Poeta é um portal único, que veicula com devidas autorizações a arte, a moda, a fotografia e esportes alternativos em videos, textos, entrevistas, exposições e etc. Peço por gentileza que visite-o e que aprecie a arte de cada profissional em sua area e se gostar indique. O endereço é http://castelodopoeta.blogspot.com. Abaixo um poema meu. Espero que goste.

João Lenjob

Antes de Sua Alegria
João Lenjob

Eu sempre procurei o bem
Em todas as ocasiões
Você me fez de loucura e torpor
Você que nem sempre foi bem
Mas sempre me foi um amor
Agora não volto pra casa
Antes de sua alegria
Triste é que não a deixarei ficar
Mesmo não sendo dono da razão
E nem inventor de ilusões
Não peco, senão por rotina
Faço votos querida menina
Atravesso o mundo por seu coração.

Se você só me fosse bem
Talvez eu fosse melhor
E não deixaria mais sentir dor
Agora que volto pra casa
De onde sou, não existe prazo
A alegria não precisa de momento
Só precisa de você com ela
E assim prometo que também estarei.

Ivo Sousa Cardoso disse...

Esse poema, essa composição do Bukowski é a mais profunda que já li dele até agora. Excelente. salvou minha alma mais um pouco.