sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Quando eu olho pra você e você também está olhando pra mim. Quando eu descubro o que você estava pensando, ou quando você completa a minha frase. Quando a gente descobre que se conhece melhor que ninguém e que quase nunca concorda em nada. Quando eu acordo com vontade de abraço e seu braço já está em volta da minha cintura sem eu perceber. Quando é pra tomar a decisão mais boba ou pra decidir mudar uma vida e a gente acaba sempre conseguindo. Tem gosto de coisa nova a minha poesia ter sumido um pouco, a minha eloqüência ter virado só loucura, e a minha vontade de palavra agora ser só silêncio. Tem gosto de alegria todas as coisas que a gente conseguiu juntos. (...)

4 comentários:

Isabele disse...

Lindo, lindo e lindo! Qual pessoa não quer sentir tudo isso um dia?

Angélica Lins disse...

Texto docemente apaixonado.

Lindo!

Lêeh Araújo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Talita disse...

Primeira vez por aqui e me apaixonei...que blog gostoso o teu, lindas e doces palavras e imagens.

Voltarei mais vezes!!
Beijos,Ta!
tatapalavrasaovento.blogspot.com