quinta-feira, 26 de agosto de 2010

"Com receio de sofrer, homens realizam vasectomia no coração.
Com receio de sofrer, mulheres fazem ligadura no coração.
Ambos tornam-se indiferentes e descrentes. Ambos sacrificam a fertilidade, o inesperado, o porvir. São enterrados de pé. Viver não é racionar o que se conhece. O que se conhece é insuficiente. Os riscos fazem parte da euforia. Como a dor, a alegria também pode ser insuportável. Por receio da alegria, sofremos."

5 comentários:

Vylna Cassoni disse...

Perfeito seu texto, mas como sempre , nós meros mortais às vezes preferimos o conhecido do que o inesperado, mesmo que este nos traga alegrias....Abraços!

Valéria disse...

Exatamente isso...
o medo de sermos felizes nos impede de tanta coisa, inclusive de realmente ser feliz, de amar, de sonhar, de acreditar...
será que ainda é tarde já ser feliz?

http://myobsessionn.blogspot.com/

BLOG DO PROFEX disse...

O que vc faria se não tivesse nenhum medo. Onde estaria agora? Com quem?
Realmente o medo de ser feliz paralisa. Bjs.

Ana.K disse...

E tudo gira em torno dos sentimentos :*

Carlos Augusto Matos disse...

Perfeito querida... Muito bonito o que vc escreveu...

Bjuxxxx