domingo, 25 de julho de 2010

Gian Fabra

- Só sei que nós nos amamos muito...
- Porque você está usando o verbo no presente? Você ainda me ama?
- Não, eu falei no passado!
- Curioso né? É a mesma conjugação.
- Que língua doida! Quer dizer que NÓS estamos condenados a amar para sempre?
- E não é o que acontece? Digo, nosso amor nunca acaba, o que acaba são as relações...
- Pensar assim me assusta.
- Porque? Você acha isso ruim?
- É que nessas coisas de amor eu sempre dôo demais...
- Você usou o verbo 'doer' ou 'doar'?
- [Pausa] Pois é, também dá no mesmo..."

12 comentários:

- disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
carol melo disse...

e talvez nós estejamos mesmos condenados à amar pra sempre, porque o que sempe acaba são as relaçãos e não o amor. diálogo interessante, gostei mt. :)

Priscila Rôde disse...

Hoje,
dá mesmo!

@carolecarol disse...

Texto muito inteligente, hein.

Amei :)

Maria Rita disse...

É muito cansativo correr atrás de tudo na vida sem ter o peito cheio de calor e bem querer!E entre as nossas vidas e mortes diárias, está o amor a nos brindar com a doce vontade de viver. E o que seríamos de nós sem "ele".

X-Pink disse...

Oiee !
Gostei do seu blog. De uma passadinha no meu blog:
http://xxsweet-dreamsxx.blogspot.com/ .

Bjox !

Meovicio ♥ disse...

Interessante!

Boa semana!

M. disse...

Adorei a sacada do verbo.
Genial.

mari disse...

Achei o tão extremamente inteligente.

Fashion Dream disse...

http://modsfashiondream.blogspot.com/2010/07/blogs-aprovados.html amour aprovamos seu blog , pq amamos ele ;* da uma olhada ae , se não segue a gente , segue ? *-* bjs

Corrinha Rodrigues disse...

Perfeito! :)

Noe* disse...

amei o texto!
adoro o que ele escreve ;)
Bjks =*