sábado, 6 de março de 2010

Matanza - O Chamado do Bar

Dia quente pestilento, sem porque
Não consigo nem pensar no que fazer
Eis que de repente eu vejo tudo melhorar
Como se eu pudesse ouvir o copo me chamar

Vem pro bar, vem pro bar, vem pro bar
Vem pro bar, vem pro bar, vem pro bar

Não devo nada pra ninguém
Bebo se eu estiver afim
Minha vida é minha
E a sua, que se foda!

Porque eu odeio quem fica se metendo na minha vida.
Eu bebo sim e é com meu dinheiro,ponto!

4 comentários:

Priscila Rôde disse...

Preciso dizer mais alguma coisa? rs

Beijo.

Marcello disse...

Dito e feito..

Assino embaixo.

Tiabetok disse...

AMO MATANZA
o Jimi é o cara...
ahushausauh
sou sócia do Clube dos Canalhas..
ashuashuashuas
adorei...
bjos

Gustavo Máximo disse...

concerveja ^^