quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

f

"Nunca amamos ninguém. Amamos, tão-somente, a idéia que fazemos de alguém. É a um conceito nosso - em suma, é a nós mesmos - que amamos. Isso é verdade em toda a escala do amor. No amor sexual buscamos um prazer nosso dado por intermédio de um corpo estranho. No amor diferente do sexual, buscamos um prazer nosso dado por intermédio de uma idéia nossa. "

As relações entre uma alma e outra, através de coisas tão incertas e divergentes como as palavras comuns e os gestos que se empreendem, são matéria de estranha complexidade. No próprio ato em que nos conhecemos, nos desconhecemos. Dizem os dois 'amo-te' ou pensam-no e sentem-no por troca, e cada uma quer dizer uma idéia diferente, uma vida diferente, até, porventura, uma cor ou um aroma diferente, na soma abstracta de impressões que constiui a atividade da alma. (...)"

5 comentários:

ursinha disse...

Que este ano seja de muitas realizações encantos e 2010 lápis de cor para ajudar a colorir cada um dos 365 dias que se aproxima.
2010 vem ai e teremos
2010 coisas para pensar
2010 atos para realizar.
Beijos de mel
ursinha

Tanto disse...

Adoro, adoro, adoro Fernando Pessoa, Ótima escolha!

Rejane disse...

Estou enviando a renovação do nosso contrato. Se estiver de acordo assine e me devolva a cópia.


Nosso Contrato de 2010

Depois de uma séria e cautelosa consideração,
quero notificar-te que o nosso

"Contrato de amizade"

foi renovado para o novo ano de 2010.


"Nunca desvalorize ninguém...
cologue cada pessoa perto do seu coração
porque um dia você pode acordar
e perceber que você perdeu um diamante
enquanto você estava muito ocupado colecionando pedras. "
Feliz ano novo!!
Rejane

Mande este abraço para todos que você não quer perder em 2010.

Sil Drabeski disse...

Conheço esse texto! Muito bom mesmo!

Priscila Rôde disse...

Muito bom!
Fernando Pessoa, gosto muito!

Beijo.