sexta-feira, 12 de junho de 2009


2 comentários:

Anônimo disse...

Já não se fazem anônimos como antigamente! Além disso, recinto com minhas últimas palavras, que são fartas, melancólicas em demasia e, arriscaria dizer, insanas!
Bem, poderíamos ser “ecléticos”: Nietzsche, está bem p vc? Lá vai... “Há sempre alguma loucura no amor. Mas há sempre um pouco de razão na loucura.”
Nossa, muito bom! Como soa bem! Palavras realmente doces! Realmente vale perguntar o que poderia ter levado a uma morte tão trágica, nosso bom autor! Melhor não comentar sua vida no mínimo confusa! Afinal, palavras tão fáceis e de bom som aos ouvidos, daquelas q bastam os lábios, fartaram-se de páginas em sua vida.. Será que nem só de páginas e mais páginas da boa gramática, de métrica bem feita, e de tudo isso... se faz mulheres e homens?
Bem, deste anônimo, de minha pequena parte, não serão mais poucas nem muitas as palavras, apenas fartarão os lábios, que por sinal estão secos de tantas palavras carregadas de AMOR e nenhuma boca!

Noemyr disse...

Adoro Caio... Bom demaaais!
Estou te seguindoo!
Beijos :**